O que é

carbody-whatitis_image

Os componentes da carroçaria e da iluminação do seu automóvel foram desenvolvidos como parte integrante dos órgãos de segurança passiva, a fim de garantir uma proteção ótima para peões e para todos os ocupantes do veículo.

São elementos que caracterizam o estilo da viatura e são projetados e produzidos para manter os próprios atributos ao longo do tempo: para evitar a formação de oxidação, as chapas são tratadas preventivamente através de zincagem de ambos os lados, com espessura de revestimento entre 7 a 10 μm e pintadas com um processo de cataforese. O acabamento estético de pintura é efetuado com demãos de primário e esmalte.

Durante a fase de desenvolvimento são efetuadas verificações experimentais, submetendo os componentes a testes de corrosão acelerada, em que são simuladas as mais severas condições de utilização e o emprego mais rigoroso em zonas húmidas/frias.

Em contato com um Concessionário para: Marcação Estimativa de preço Informação

Todos estes tratamentos garantem elevada resistência à corrosão: os elementos estruturais da carroçaria são garantidos contra perfuração resultante do referido fenómeno, desde que este se verifique de dentro para fora.

A garantia antiperfuração prevê a reparação e/ou substituição de qualquer elemento estrutural da carroçaria perfurado devido a corrosão, desde que esta se verifique do interior para o exterior e é válida por um período de 8 anos a contar da data de entrega do veículo; a garantia sobre a pintura é de 3 anos.
Verifique no livro de garantia as condições específicas relativas ao seu país.

Em caso de substituição, tenha o cuidado de escolher peças de carroçaria originais distribuídas pela Mopar® especificamente projetadas para o seu Fiat.

CapôDescobrir

Para-choquesDescobrir

Guarda-lamasDescobrir

Travessas de proteção dianteiras e traseirasDescobrir

Crash BoxDescobrir

Tampões ou absorvedores de impactoDescobrir

Portas lateraisDescobrir

Sabia que?

Resistência mecânica

Resistência mecânica

As peças da estrutura das portas que mais contribuem para absorver a energia que se desenvolve durante uma colisão lateral oferecem elevadíssima resistência mecânica. Para conseguir deformá-las de forma permanente é necessário exercer pressões de 1500 MPa (Mega Pascal). Para ter uma ideia, imagine o peso de uma viatura utilitária concentrado na cabeça de um pionés!

Em caso de acidente

Em caso de acidente

Depois de um acidente a baixa velocidade, quer se abalroe ou se seja abalroado, poderá parecer que foram pouquíssimos os danos provocados na viatura. Uma situação clássica é sofrer um abalroamento e ver apenas ligeiros riscos no para-choques. Na realidade, mesmo que não se veja do exterior, as travessas de proteção podem ter funcionado e, em caso de novo acidente, deixarem de ser eficazes.

Ter as travessas de proteção em perfeito estado quer dizer dispor de um veículo mais seguro: entre os componentes que se revestem de um papel-chave na segurança passiva do veículo, é o primeiro elemento a ser solicitado em caso de colisão.

Constantes no tempo

Constantes no tempo

Os para-choques originais distribuídos pela Mopar® mantêm as características estéticas e funcionais ao longo do tempo, graças a:

  • Moldes construídos a partir de estudos, também matemáticos, destinados a identificar os corretos pontos de injeção, importantes para reduzir as deformações do material ao longo do tempo.
  • Junções de fluxo geridas com a correta definição dos pontos de injeção de material na fase de estampagem concorrem para garantir homogeneidade e compacidade.
  • A alta qualidade dos materiais, necessária para satisfazer os rigorosos testes de homologação Fiat. A qualidade do material é de fundamental importância para a absorção da colisão e para perfeita aderência das tintas.
  • A correta espessura dos plásticos, que permite alcançar os objetivos de elasticidade exigida. O para-choques não deve alterar-se devido a variações térmicas e deve manter as dimensões previstas em projeto. Mas deve ser garantida a deformabilidade prevista em caso de colisão.

Os conselhos da FIAT

A fechadura do capô tem um gancho de segurança que impede a sua abertura ainda de parcialmente desenganchado. Mantenha os mecanismos da fechadura sempre limpos e eficientes. Será uma garantia suplementar e poderá enfrentar as viagens com mais segurança.

Se a sua viatura dispuser de capô ativo para impacto contra peões, lembre-se de efetuar a manutenção do sistema dentro dos prazos e modos previstos no Manual do Proprietário.

Depois de um acidente ligeiro, mande controlar atentamente o estado das travessas de proteção para não prejudicar a sua eficácia em caso de novo acidente. A substituição de uma travessa, ainda que ligeiramente deformada, pode evitar a necessidade de, mais tarde, ter de mandar reparar ou substituir outros componentes.

As portas são projetadas e testadas para garantir a funcionalidade do melhor modo ao longo do tempo. Para preservar a funcionalidade das portas, basta seguir as indicações do Manual do Proprietário. No entanto, alguns cuidados simples podem contribuir para manter a eficiência dos sistemas das portas durante toda a vida do automóvel:

  • evitar escancarar a porta com violência, deixando-a ricochetear em direção ao fecho: é um stress prejudicial para a estrutura da porta e da carroçaria na zona das dobradiças;
  • evitar fechar a porta violentamente, sobretudo quando a janela estiver toda aberta;
  • é aconselhável passar ocasionalmente um pano húmido ao longo do comprimento das guarnições de estanquicidade presentes na porta e na carroçaria. Esta simples operação permite retirar as poeiras que se depositam entre a porta fechada e a guarnição, evitando a ação abrasiva da poeira em relação à porta e às guarnições;
  • se tiver de empurrar a viatura, evite exercer força na porta em posição aberta.

Para garantir ótimas performances, utilize no seu Fiat apenas peças de carroçaria originais distribuídas pela Mopar®.